banner
Segurança Electrónica

Principais dados estatísticos nacionais e internacionais relacionados com a atividade da segurança eletrónica.
 

Produtos e Equipamentos

  • Em dois anos, entre 2006 e 2008, o setor da segurança eletrónica cresceu a uma média de 11% por ano.
  • 9% é a percentagem de empresas no setor da segurança eletrónica em Portugal que têm como principal função a produção deste tipo de equipamentos.
  • 40% das Empresas presentes no setor da segurança eletrónica complementa a atividade de distribuidor com a prestação de serviços de instalação e assistência técnica.
 
  • Em 2007 no Setor da Segurança Eletrónica, 51% do volume de vendas destinava-se ao mercado nacional enquanto 48% inseriam-se nas exportações.

 

 

 
 

Segurança no Retalho

  • Em 2007 a quebra desconhecida representava 71,96% da quebra total. Em 2009 representou apenas 58,73% da quebra total.
  • A quebra desconhecida no retalho representou um total de €147 Milhões em perdas para o setor.
  • 67% das empresas inqueridas no Barómetro Nacional de Quebra Desconhecida no Retalho consideram que a rendibilidade das organizações é afetada pelo fenómeno da quebra desconhecida.
  • Os clientes são os responsáveis por 50,50% das quebras desconhecidas no setor do retalho.
  • Os empregados contribuíram, em 2010, para 23,14% do valor das quebras desconhecidas no setor do retalho.

 

Equipamentos Eléctricos e Electrónicos (EEE)

  • As empresas do mercado importam 74% dos equipamentos da Europa e Sudoeste Asiático;
  • Os produtores estão concentrados no Litoral, nomeadamente nos distritos de Lisboa, Porto, Aveiro e Braga.
  • Enquanto mais de metade das empresas registadas na ANREEE colocam menos de 1.5000 EEE por ano, 10% das empresas colocam 61.500 EEE.

 

 
  • No ano de 2010 foram recolhidas mais de 46 mil toneladas de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos, uma média de 4,6 kg por habitante.
  • Em 2010, o número de EEE colocados no mercado foi superior em 6,1% ao de 2009. Os Equipamentos Informáticos e das Telecomunicações são a categoria que mais contribuiu para estes números.
  • Em 2010 estavam registadas 1.566 empresas na ANREEE o que em relação a 2009 representa um crescimento de 3,2%.



© 2017 SEGURANÇA ONLINE TODOS OS DIREITOS RESERVADOS