banner
Carretel

 

O carretel, também conhecido por boca de incêndio armada, é um equipamento de combate a incêndios que é constituído por uma mangueira acondicionada num tambor e por uma agulheta, estando na maioria dos casos protegido por um armário.

É um equipamento que existe dentro de edifícios e que permite facilmente combater um incêndio quando este ainda está numa fase inicial.

 

Como funciona?

O carretel é regra geral ligado à rede pública de abastecimento de água, uma vez que na maior parte dos casos utiliza a água como agente extintor. No entanto, este poderá também, em casos especiais, ser alimentado por espuma. O carretel é constituído pelos seguintes elementos:

Fonte de Abastecimento: regra geral a fonte de abastecimento de água dos carretéis de incêndio é a rede pública. No entanto, nos casos em que o abastecimento público não consegue garantir as condições de pressão e caudal necessárias, o abastecimento de água é assegurado por um depósito privativo associado a um sistema de pressurização.

Mangueira: A mangueira permite que a água utilizada no combate às chamas possa ser transportada até ao local do incêndio.

Tambor: O tambor permite arrumar a mangueira para que esta possa ser guardada, ocupando o menor espaço possível.

Agulheta: é o componente que está montado na extremidade da mangueira e que serve para controlar a forma como a água é utilizada no combate ao incêndio. Além de permitir direcionar a água, ou espuma, oferece também a possibilidade de controlar a forma como a água é libertada sobre as chamas, se em forma de jato ou se pulverizada.

 

Cuidados de Instalação:

O carretel deve ser instalado por empresas com técnicos qualificados e devidamente registada na Autoridade Nacional de Proteção Civil.

 

Cuidados na Manutenção:

  • A manutenção do carretel deve ser feita por empresa com técnicos qualificados e devidamente registada na Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).
  • A manutenção anual deve incluir a verificação do:
    • Fluxo e pressão de água;
    • Funcionamento da válvula de corte;
    • Estado geral da mangueira, do orientador e das tubagens de abastecimento de água ou outro material de extinção;
    • Eixo e tambor;
    • Mecanismo de abertura e fecho da agulheta;
  • Realizar, de 5 em 5 anos, prova de pressão hidráulica à mangueira.

 

Sabia que…

Até à segunda metade do século XIX, os bombeiros utilizavam principalmente baldes para transportar água para os incêndios. Só na segunda metade do século XIX começaram a ser montados os primeiros carretéis em edifícios.

 

Informação Adicional:

Os carretéis devem ser utilizados apontando sempre a água à base das chamas.

Os carretéis nunca devem ser utilizados para combater incêndios de origem elétrica, já que a água é um condutor elétrico, podendo haver risco de eletrocussão.



© 2017 SEGURANÇA ONLINE TODOS OS DIREITOS RESERVADOS