banner
Videovigilância

 

A videovigilância permite aumentar a segurança da sua casa ou estabelecimento comercial. Este sistema é um meio de proteção que atua pelo efeito dissuasor, devendo por isso ser instalado em locais bem visíveis.

Atualmente predominam dois tipos de sistemas de videovigilância: os CFTV (Circuito Fechado de Televisão), mais antigos e essencialmente analógicos, e, os mais recentes, os SVIP (Sistema de Vídeo sobre Internet Protocol).

Estes sistemas permitem aos proprietários terem imagens das instalações em segurança e em tempo real. Além disso, caso a propriedade esteja ligada a um sistema de alarme e o proprietário receba um aviso remoto, este pode verificar através da videovigilância a causa desse alarme e tomar as medidas de segurança necessárias.

O desenvolvimento tecnológico deste tipo de sistemas tem possibilitado novas funcionalidades, associadas à análise de vídeo inteligente. Através de software avançado que permite a definição prévia de determinados parâmetros, já é possível utilizar os sistemas de videovigilância para efetuar reconhecimentos faciais, deteção de congestionamento e infrações de trânsito, controlo de acessos através do reconhecimento de matrículas, detetar objetos abandonados, entre outras.

 

Principais Elementos de um Sistema de Videovigilância

Câmaras: as câmaras de segurança são o elemento visível de qualquer sistema de videovigilância. Estas permitem a captação das imagens. Há várias possibilidades no mercado, mas para que o sistema seja eficiente a qualidade das imagens captadas deve ser elevada. Reação à luz e contraluz, enquadramento da captação de imagens, resistência a eventuais actos de vandalismo ou a definição das imagens recolhidas são apenas alguns dos critérios a ter em conta na escolha e instalação das câmaras de vídeo.

Monitor/DVR: o monitor e o Digital Video Recorder (DVR) são elementos de processamento de imagem que fazem o tratamento, gravação e visualização das mesmas. Enquanto nos sistemas mais antigos era natural haver vários dispositivos para as diferentes tarefas de processamento, com o DVR é possível fazer tudo através do mesmo aparelho.

 

Aplicações da Videovigilância

  • Proteções de pessoas e bens
  • Monitorização de espaços
  • Verificação de ocorrências
  • Controlo e verificação de alarmes
  • Controlo de multidões

 

Locais Onde Podem Ser Instalados

  • Armazéns
  • Lojas
  • Residências
  • Bancos
  • Escritórios
  • Fábricas
  • Centros Comerciais
  • Recintos de Espetáculos

 

Instalação e Manutenção

  • Durante a instalação tenha em conta as características das áreas protegidas para utilizar os equipamentos mais adequados.
  • Os sistemas devem ser sempre instalados por técnicos qualificados e de acordo com as instruções do fabricante.
  • Para maximizar o efeito dissuasor, a instalação deste sistema deve contemplar a afixação de sinais indicativos do mesmo em lugares visíveis.
  • A inspeção e manutenção dos equipamentos devem ser realizadas com regularidade por técnicos qualificados.
  • A instalação dos sistemas de videovigilância está sujeita a autorização por parte da Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD). A instalação do sistema de videovigilância e a captação e/ou gravação das imagens só poderão ser efetuados após receção da autorização da CNPD.

 

Sabia que…

O primeiro sistema de videovigilância foi inventado na Alemanha por Walter Bruch em 1942.

No Reino Unido estima-se que por cada 32 habitantes exista uma câmara de vigilância.



© 2017 SEGURANÇA ONLINE TODOS OS DIREITOS RESERVADOS