banner
Prevenir Eletrocussões


A eletricidade é utilizada por todos, fazendo com que a nossa vida quer em casa, ou no trabalho, seja muito mais cómoda. No entanto, este meio energético deve ser utilizado com cuidado, principalmente quando há crianças por perto. Fique a saber o que pode fazer para proteger a sua criança de correr o risco de eletrocussão.


Conselhos Gerais:

  • As tomadas devem estar a pelo menos 1,50 metros de altura e longe de camas de bebés.
  • Quando as tomadas não estiverem a 1,50 metros de altura, certifique-se que estão protegidas por dispositivos de segurança.
  • Evite ter extensões ou fios de aparelhos elétricos soltos em sua casa.
  • Nas divisões onde a utilização de água é mais comum, como a cozinha e casa de banho, tenha especial cuidado.
  • Depois de utilizar aparelhos elétricos desligue-os da tomada e arrume os fios.
  • Quando utilizar aparelhos elétricos na casa de banho, como o secador, máquina de barbear ou outros, certifique-se que deixa esses aparelhos longe do alcance das crianças.
  • Retire os candeeiros do espaço onde as crianças brincam regularmente. As crianças podem agarrar-se à ficha e derrubar o candeeiro, ficando expostas à componente elétrica do aparelho.


A Corrente Elétrica e as suas consequências:

  • A corrente contínua é menos prejudicial que a corrente alternada.
  • As descargas elétricas entre os 80 miliamperes e os 3 amperes podem provocar problemas cardíacos ou uma paragem respiratória.
  • As correntes elétricas com menos de 24 Volts são inofensivas.
  • As correntes elétricas com 50 Volts não costumam ser graves.
  • As correntes elétricas entre os 110 e os 220 Volts, que habitualmente estão presentes nas nossas habitações já possuem um certo nível de perigosidade.
  • Todas as correntes elétricas superiores a 500 Volts, somente em raras situações não provocam a morte de quem entra em contacto com a corrente.
  • Toda a descarga elétrica superior a um segundo tem um nível de perigosidade muito elevado.

 

Perigo de Eletrocussão:

  • Para uma eletrocussão se dar, não só é necessário que a corrente elétrica penetre no organismo, como o atravesse e posteriormente saia por outro ponto.
  • É impossível sofrer uma eletrocussão só pelo facto de se entrar em contacto com uma fonte de eletricidade.
  • Se uma pessoa tocar num cabo elétrico com uma mão, mas nesse momento estiver calçada com sapatos com sola de borracha, que é um material isolador, e nenhuma outra parte do corpo esteja em contacto com algum material condutor de eletricidade, não ocorrerá qualquer eletrocussão.
  • Se uma pessoa se encontrar descalça, com calçado com sola de couro, ou alguma parte do seu corpo esteja em contacto com um elemento condutor de eletricidade, a corrente elétrica irá atravessar o seu corpo.

 

Primeiros socorros em caso de Eletrocussão:

  • Antes de se prestarem os primeiros socorros a uma vítima de eletrocussão, deve-se certificar de que a mesma já não se encontra em contacto com a fonte de eletricidade.
  • Deve-se interromper de imediato a corrente, independentemente de ser ao desligar o quadro geral ou ao desligar o aparelho responsável pela descarga.
  • Caso não se possa proceder ao corte imediato da corrente, deve-se separar a vítima do cabo ou aparelho elétrico com a ajuda de um instrumento de material não condutor.
  • Depois de se cortar a eletricidade, deve-se verificar as funções vitais da vítima e se manifestar sinais de paragem cardiorrespiratória proceder a uma reanimação cardiovascular.
  • Manter a vítima na posição lateral de segurança até à chegada da assistência médica, em caso de coma.




© 2017 SEGURANÇA ONLINE TODOS OS DIREITOS RESERVADOS