banner
Emergências em Espaços Públicos


A concentração de pessoas em espaços públicos pode, só por si, constituir um perigo para o bem-estar das pessoas. Nos recintos onde estão concentrados vários indivíduos, os momentos de pânico, mesmo que sem justificação aparente, podem rapidamente causar vários feridos e perdas humanas. Os perigos são ainda maiores quando se verificam fenómenos como sismos, incêndios ou colapso de estruturas, que facilmente geram o pânico.


Nos locais públicos, os riscos não advém apenas da concentração de pessoas. Ao contrário de emergências em locais que conhecemos bem, como as nossas casas ou os locais de trabalho, nos espaços públicos o desconhecimento do edifício pode constituir um grave perigo para os seus ocupantes.


Cuidados Gerais

  • Quando for a um espaço público e estiver acompanhado, defina sempre dois pontos de encontro. Um dos pontos de encontro deve ser no interior e outro no exterior, para o caso do edifício ser evacuado.
  • Em espaços públicos, onde há grande concentração de pessoas, deve usar várias peças de roupa em vez de uma única. Desta forma, se estiver a sentir calor pode despir-se facilmente.
  • Num espaço público que não conhece, tenha o cuidado de memorizar a localização das saídas de emergência. Nunca se sabe quando vai precisar de usá-las.
  • Informe-se sobre as medidas segurança dos espaços que frequenta, inclusive a capacidade total dos mesmos. Se não estiverem reunidas todas as condições que garantam a sua segurança, abandone esse local.
  • Em espaços públicos tenha especial atenção a pessoas com dificuldades motoras, visuais ou auditivas.
  • Se tiver dificuldades motoras, visuais ou auditivas, informe a organização pois é provável que exista um local adaptado às suas necessidades.
  • Quando for assistir a espectáculos não se coloque em locais onde a sua segurança esteja em risco.
  • Nunca atire objetos contundentes para o ar durante os espectáculos.
  • A entrada de objetos perigosos é proibida em espaços públicos, nomeadamente estádios, pavilhões, concertos ou discotecas.
  • Colabore sempre com as autoridades e lembre-se que elas estão nos espaços públicos para que a sua segurança seja garantida.
  • Se sentir que uma situação de pânico está próxima, aproxime-se das saídas de emergência.


Conselhos para situações de emergência

  • Em caso de emergência mantenha a calma e tente acalmar quem está à sua volta.
  • Quando ouvir o sinal de alarme, retire-se do local ordeiramente e não corra.
  • Utilize sempre as escadas. Se estiver dentro de um elevador saia no piso mais próximo.
  • Em caso de evacuação não se esqueça que a sua vida é o mais importante. Se tiver de abandonar malas, mochilas ou outros objetos para se movimentar melhor, não hesite em fazê-lo.
  • Se estiver sentado nos lugares mais altos de um estádio ou pavilhão, e se não estiver em situação de perigo, deve permanecer sentado. No entanto, deve preparar-se para sair do recinto.
  • Em caso de pânico, não se precipite para uma saída de emergência, verifique se não existem alternativas com menos gente.
  • Se cair, enquanto está no meio de uma multidão, tente levantar-se o mais depressa possível. Se não conseguir, proteja a sua cabeça com os braços e encolha-se.
  • Se durante o pânico estiver a ser arrastado por uma multidão deve andar no mesmo sentido desta, mas tentando chegar-se para uma parte lateral da mesma. Se possível encoste-se a uma das paredes laterais, onde estará mais seguro. 
  • Não fique parado junto a portas ou saídas de emergência. Estas têm de estar sempre livres para serem utilizadas.
  • Se presenciar situação de violência, retire-se do local e avise as autoridades competentes. Nunca entre em provocações ou confrontos.
  • Siga sempre as instruções dos agentes da autoridade e membros da organização.


Cuidados Gerais com Crianças

  • Quando levar crianças para espaços públicos, certifique-se que estas têm uma placa informativa onde está o nome e a identificação do responsável pelas crianças.
  • Tenha especial cuidado com as crianças e se possível leve-as sempre pela mão.
  • Ensine às crianças que caso se percam, devem pedir ajuda a membros da organização ou polícias.
  • Se levar crianças a eventos cansativos, não se esqueça que estas precisam de descansar, comer e beber água frequentemente.
  • Jamais deixe as suas crianças sozinhas. Até nas idas à casa de banho as deve acompanhar.


Conselhos para situações de emergência com crianças

  • É fundamental que acalme as crianças em situações de pânico.
  • Se estiver a acompanhar crianças, é essencial que em situações de emergência esteja sempre a segurá-las pela mão. 
  • Nunca desvie a sua atenção das crianças. No meio de uma multidão e numa situação de pânico, onde os empurrões são uma constante, as crianças, devido à sua estatura física, correm grandes riscos.



© 2017 SEGURANÇA ONLINE TODOS OS DIREITOS RESERVADOS